Viva como se não houvesse amanhã! Será?

É comum ouvir em músicas atuais letras como: “Viva como se não houvesse amanhã, porque tudo o que temos está aqui e agora”[1]. Grande parte da mídia, dos artistas e músicos nos incitam a viver e aproveitar o momento, sem pensar no futuro. Mas será que essas pessoas pensam para onde vão quando morrer? É totalmente compreensível a posição delas, pois, quando não há esperança na eternidade o esperado a se fazer é aproveitar o momento como se tudo acabasse por aqui. Mas por que nós cristãos estamos cantando essa música como se a única coisa que nos resta é aproveitar essa vida?

Parece que atualmente ninguém mais pensa sobre a vida após a morte, nem mesmo nós que somos cristãos pensamos mais acerca do céu. A realidade de que vamos morar com Cristo não é mais algo fascinante para nós que cremos em Jesus, pensar que, um dia, estaremos com Deus no céu não enche mais nossos olhos de brilho e lágrimas.

Franklin Ferreira fala que não pensamos mais no céu, porque somos como “crianças mimadas, com um milhão de brinquedos” sim temos muitas coisas que nos distraem, mas Franklin Ferreira continua sua frase dizendo que por mais que tenhamos um milhão de brinquedos ainda somos “completamente entediados.”[2]

Realmente as distrações do mundo nos fazem esquecermos de que há uma pátria celestial esperando-nos, e quando a esperança do céu é perdida a única coisa que resta é aproveitar ao máximo o hoje. Mas a questão é que ir para festas, passar noites em claro e aproveitar um churrasco com os amigos são coisas passageiras e não trazem a verdadeira e completa satisfação, pois os problemas e sofrimentos da vida ainda nos atingem e diante desse mundo rendido ao pecado em que vivemos a esperança de que logo estaremos com Deus nos consola e ajuda a perseverarmos na fé.

O céu será um lugar onde o os medos serão irrelevantes, os problemas farão parte de um passado remoto, a vida voltará a sua essência gloriosa e a alegria deixará de ser um momento, mas uma realidade (Ap 21.1-7). No céu viveremos em verdadeira mutualidade e tudo o que fizermos glorificará a Deus. Por mais que tentemos, palavras não poderão transmitir a totalidade daquilo que desfrutaremos e seremos no céu.

No que temos colocado nossos alvos atualmente? Um cristão maduro vive e aproveita uma vida com os olhos na eternidade e não apenas no momento (Cl 3.1-4). Assim precisamos avaliar se estamos vivendo uma vida baseada nas músicas da moda ou na esperança de uma eternidade com Cristo “pois a nossa pátria está nos céus, de onde também aguardamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, o qual transformará o nosso corpo de humilhação, para ser igual ao corpo da sua glória…” Fp 3.20-2

[1] Selena Gomez, musica Live like there’s no tomorrow

[2] Ferreira, Franklin e Alan Myatt. Teologia sistemática: uma análise histórica, bíblica, e apologética para o contexto atual. São Paulo: Vida Nova, 2007 p. 107

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s