Qual o resultado de seguir o chamado de Deus?

“A causa de Deus nem sempre é de sucesso; nós realmente podemos ser “malsucedidos” e, ainda assim, estar no caminho certo. ”
Dietrich Bonhoeffer

Hoje em dia vivemos a procura do chamado de Deus, principalmente os mais jovens, que ficam atordoados pelo fato de não saberem o que Deus tem preparado para a vida deles. Muitas vezes vinculamos o “chamado de Deus” a algo que produzirá prosperidade material, ou benefícios aos olhos humanos, quando encontrarmos essa tal missão que Deus preparou para cada um. Sem se aprofundar no chamado universal de Deus, que é seguir a Cristo, pregar o evangelho e carregar a nossa Cruz, gostaria de abordar uma missão bem especifica a qual o Apóstolo Paulo realizou e expor as diferenças entre o resultado “carnal” e o resultado “espiritual” obtido por ele ao seguir o chamado de Deus especifico para aquele momento.

Analisemos algumas partes da segunda viagem missionária de Filipos a Beréia realizada pelo Apóstolo Paulo e seus companheiros.

Inicio da viagem missionária: Atos 16:6-10.

Paulo e seus companheiros viajaram pela região da Frígia e da Galácia, tendo sido impedidos pelo Espírito Santo de pregar a palavra na província da Ásia
Quando chegaram à fronteira da Mísia, tentaram entrar na Bitínia, mas o Espírito de Jesus os impediu.
Então, contornaram a Mísia e desceram a Trôade.
Durante a noite Paulo teve uma visão, na qual um homem da Macedônia estava em pé e lhe suplicava: “Passe à Macedônia e ajude-nos”.
Depois que Paulo teve essa visão, preparamo-nos imediatamente para partir para a Macedônia, concluindo que Deus nos tinha chamado para lhes pregar o evangelho.
Atos 16:6-10

Nesse trecho é possível analisar que Paulo e seus companheiros, engajados em realizar uma segunda viagem missionária, tentaram iniciar a viagem de diversas maneiras, porém impedidos pelo Espirito Santo foram enfim direcionados de forma extremamente especifica por uma visão a irem para a Macedônia.

Logo no inicio da viagem em Filipos, Paulo cura uma Jovem advinha que trazia retorno financeiro para seus senhores, e o resultado podemos perceber abaixo:

Paulo em Filipos. A cura de uma Jovem Adivinhadora.

Percebendo que a sua esperança de lucro tinha se acabado, os donos da escrava agarraram Paulo e Silas e os arrastaram para a praça principal, diante das autoridades.
E, levando-os aos magistrados, disseram: “Estes homens são judeus e estão perturbando a nossa cidade,
propagando costumes que a nós, romanos, não é permitido aceitar nem praticar”.
A multidão ajuntou-se contra Paulo e Silas, e os magistrados ordenaram que se lhes tirassem as roupas e fossem açoitados.
Depois de serem severamente açoitados, foram lançados na prisão. O carcereiro recebeu instrução para vigiá-los com cuidado.
Tendo recebido tais ordens, ele os lançou no cárcere interior e lhes prendeu os pés no tronco.
Por volta da meia-noite, Paulo e Silas estavam orando e cantando hinos a Deus; os outros presos os ouviam.
De repente, houve um terremoto tão violento que os alicerces da prisão foram abalados. Imediatamente todas as portas se abriram, e as correntes de todos se soltaram.
Atos 16:16-26

Depois de se libertarem da prisão, Paulo e Silas são convidados para irem à casa do Oficial que os vigiara na prisão, o mesmo ficou estarrecido com o ocorrido e esse fato serviu para que ele e sua família fossem convertidos pela graça de nosso Senhor. Após as autoridades se desculparem com Paulo e Silas pelo fato de serem romanos e terem sido injustiçado (pela lei deveriam ter direito a um tribunal antes de serem presos) os mesmos partiram para Tessalônica.

Paulo e Silas em Tessalônica.

Tendo passado por Anfípolis e Apolônia, chegaram a Tessalônica, onde havia uma sinagoga judaica.
Segundo o seu costume, Paulo foi à sinagoga e por três sábados discutiu com eles com base nas Escrituras,
explicando e provando que o Cristo deveria sofrer e ressuscitar dentre os mortos. E dizia: “Este Jesus que lhes proclamo é o Cristo”.
Alguns dos judeus foram persuadidos e se uniram a Paulo e Silas, bem como muitos gregos tementes a Deus, e não poucas mulheres de alta posição.
Mas os judeus ficaram com inveja. Reuniram alguns homens perversos dentre os desocupados e, com a multidão, iniciaram um tumulto na cidade. Invadiram a casa de Jasom, em busca de Paulo e Silas, a fim de trazê-los para o meio da multidão.
Contudo, não os achando, arrastaram Jasom e alguns outros irmãos para diante dos oficiais da cidade, gritando: “Esses homens que têm causado alvoroço por todo o mundo, agora chegaram aqui,
e Jasom os recebeu em sua casa. Todos eles estão agindo contra os decretos de César, dizendo que existe um outro rei, chamado Jesus”.
Ouvindo isso, a multidão e os oficiais da cidade ficaram agitados.
Então receberam de Jasom e dos outros a fiança estipulada e os soltaram.
Atos 17:1-9

Já em Tessalônica percebemos que os Judeus tomados pela Inveja devido a pregação de Paulo, invadiram a casa de Jasom (homem hospitaleiro que hospedou Paulo e Silas) arrastaram ele e alguns outros irmãos para diante dos oficiais, e só os soltaram após o pagamento de uma fiança estipulada. Ao anoitecer os irmãos enviaram Paulo e Silas para Beréia.

Paulo e Silas em Bereia.

Logo que anoiteceu, os irmãos enviaram Paulo e Silas para Beréia. Chegando ali, eles foram à sinagoga judaica.
Os bereanos eram mais nobres do que os tessalonicenses, pois receberam a mensagem com grande interesse, examinando todos os dias as Escrituras, para ver se tudo era assim mesmo.
E creram muitos dentre os judeus, bem como dentre os gregos, um bom número de mulheres de elevada posição e não poucos homens.
Quando os judeus de Tessalônica ficaram sabendo que Paulo estava pregando a palavra de Deus em Beréia, dirigiram-se também para lá, agitando e alvoroçando as multidões.
Imediatamente os irmãos enviaram Paulo para o litoral, mas Silas e Timóteo permaneceram em Beréia.
Os homens que foram com Paulo o levaram até Atenas, partindo depois com instruções para que Silas e Timóteo se juntassem a ele, tão logo fosse possível.
Atos 17:10-15

Uma demonstração clara de irracionalidade devido à queda humana fica exposta por parte dos Judeus de Tessalônica, os quais deixam sua cidade para alvoroçar Beréia afim de dispersar Paulo e seus companheiros.

 Após analisar alguns trechos da Segunda viagem missionário de Paulo, vamos responder quatro perguntas básicas:

Por que foram?

Seguiram um chamado especifico de Deus!

Durante a noite Paulo teve uma visão, na qual um homem da Macedônia estava em pé e lhe suplicava: “Passe à Macedônia e ajude-nos”.
Atos 16:9

Qual resultado?

Foram arrastados pela multidão, chicoteados, humilhados, expulsos, presos, ficaram nu em público, enfim, sofreram muito!

Valeu a pena seguir o chamado?

Sem dúvida valeu a pena, pois suas motivações eram a Glória de Cristo e a esperança vindoura.

Ainda quer seguir o chamado de Deus?

Jesus dizia a todos: “Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome diariamente a sua cruz e siga-me.
Lucas 9:23

Se Paulo e Silas sofreram dessa forma, porque esperamos coisas diferentes?

Que a Graça de Cristo revele diariamente a nossos corações quais devem ser nossas reais motivações para seguir esse árduo, mas incrivelmente vivificador chamado.

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

  1. Texto muito bom, meus parabéns.
    Muitos estão confusos a respeito do seu chamado, esse texto com certeza vai auxiliar e ajudar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s